sábado, 4 de julho de 2015

Ex-vereador e ex-candidato a prefeito é morto momento antes de conceder entrevista a rádio no CE

Disparos foram ouvidos pelos ouvintes da Rádio Progresso de Russas.
Político levou cinco tiros e morreu no Hospital Municipal.

O ex-vereador e ex-candidato a prefeito de Russas, Aureliano Ribeiro, foi morto a tiros na manhã desta sexta-feira (03), próximo a Rádio Progresso de Russas, a 165 Km de Fortaleza, antes de conceder uma entrevista. A Polícia Militar foi ao local, mas não conseguiu identificar o suspeito.

Uma gravação em áudio do programa traz o barulho dos tiros e o repórter, que falava ao vivo, informando que acontecia um assalto.

De acordo com o radialista que estava ao lado do político no momento do crime, o ex-vereador e também empresário, estava dentro do veículo com a esposa, na Avenida Francisco Raimundo de Oliveira. O ex-vereador ia conceder uma entrevista para a rádio quando foi morto e inicialmente o repórter achou que era um assalto.

Quando Aureliano se preparava para falar para a rádio, um suspeito em uma moto se aproximou e efetuou pelo menos seis disparos. Ainda de acordo com o radialista, os tiros foram ouvidos pelos ouvintes já que ele estava próximo ao empresário.

“Eu estava externo fazendo reportagens sobre a saúde pública no nosso município. Eu vi o político e pedi que ele falasse com os ouvintes. De repente parou um homem de moto ao meu lado. Ele desceu e colocou a arma em minha cabeça. Depois efetuou os disparos. Já que ele estava bem próximo deu para a gente ouvir os tiros, quatro no total. Foi terrível”, disse Erivando Lima, repórter da rádio que entrevistava o ex-vereador. O político ainda foi socorrido ao Hospital Municipal de Russasx, por um amigo da vítima, mas não resistiu aos ferimentos e morreu pouco tempo depois de dar entrada a unidade hospitalar.

O G1 conversou também com o radialista Caco Rogério que estava dentro da rádio no momento do crime. “Como radialista foi algo imaginável. Deu para ouvir os disparos e inclusive o anúncio do assalto e em seguida gritos”, afirmou. (G1 CE)

Coronel Notícias Policiais 

Nenhum comentário:

Postar um comentário